Biblioteca Escolar

Contas-me uma história?

Casa das Histórias Paula Rego. Gonçalo M. Tavares, escritor. Tónan Quito, actor. Escrita e Imaginação, Acção e Leitura!
 Este foi o rol de elementos que nos fizeram aderir a dois fins-de-semana de escrita narrativa, a partir de obras (ou de pormenores de obras) da internacionalmente conhecida Paula Rego.
Os quadros da pintora davam o mote. O escritor Gonçalo M. Tavares (vencedor do Prémio Literário José Saramago 2005, entre outros) introduzia e despertava, com perícia, diversas técnicas de construção e desconstrução textual.
E assim surgiram alguns textos, em diferentes estilos.

Saramago e a pontuação

No fim-de-semana da morte de Saramago, a venda dos seus livros aumentou exponencialmente e muito se escreveu acerca do escritor e do homem.

Alguns (entre eles os que não leram a sua obra ou os que desconhecem as regras de pontuação) gostam de evocar Saramago e a sua obra para legitimar a falta de pontuação ou o não saber pontuar textos. Nada de mais errado. Os livros de Saramago aproximam a sua escrita da narrativa oral e todo o uso de pontuação tem uma lógica interna. Lógica, aliás, que torna muitos deles uma verdadeira obra de arte.

Isabel Coutinho, jornalista do Público, no seu Ciberescritas, explica bem a técnica do escritor que brinca com a pontuação.

A Maior Flor do Mundo

A Maior Flor do Mundo from Fundação Jose Saramago on Vimeo.

Morreu o escritor, permanece a obra

http://www.publico.pt/Cultura/e-saramago-chorou_1442576

"...Verás a vontade dentro das pessoas, Nunca a vi, tal como nunca vi a alma, Não vês a alma porque a alma não se pode ver, não vias a vontade porque não a procuravas, Como é a vontade, É uma nuvem fechada, Reconhecê-la-ás quando a vires..."
                                                                                         José Saramago, in Memorial do Convento

TOP de livros

Ao longo do ano lectivo de 2009/2010, mais de três centenas de leitores requisitaram livros da Biblioteca Escolar para ler em casa. Foram cerca de mil os levantados para empréstimo domiciliários.
Destacamos as obras de leitura recreativa mais requisitadas:
5º lugar: O Rapaz do Pijama às Riscas, de John Boyle, Ed. Asa
4º lugar: O Diário de Anne Frank, Ed. Livros do Brasil
3º lugar: Vários títulos da colecção Chamo-me, Didáctica Editora
2º lugar: O Diário de um Banana 2, Rodrick é terrível, de Jeff Kinney, V&R Editora
1º lugar: O Diário de um Banana, de Jeff Kinney, V&R Editora, vol.1

Concurso de Leitura em Voz Alta

Os alunos do 8º ano de escolaridade participaram num Concurso de Leitura em Voz Alta, dinamizado por professores de Português da nossa escola. Catorze chegaram à Final, no passado dia 4 de Junho.
A prova, que contou com a leitura de um texto em prosa, de Sophia de Mellho Breyner, e de um poema de Eugénio de Andrade, foi sujeita à avaliação de um júri composto por quatro elementos: um membro da Direcção da escola, a Coordenadora do Departamento de Línguas, a Coordenadora de Português e a Professora Bibliotecária.
Os concorrentes demonstraram que é possível ler bem com diversas entoações e com expressividade, um dos critérios a pontuar.
Após a prestação das provas, o júri decidiu atribuir o 1º Prémio a Pedro Silva, do 8º1; o 2º Prémio à aluna moldava Alina Iancovscaia, do 8º5 e, em ex-aequo, o 3º Prémio a Marta Lopes e Sandro Marques, do 8º4.
Esta iniciativa, dos professores Gracinda Correia, Mário Araújo e Sandra Rodrigues é, sem dúvida, digna de ser continuada no próximo ano. Parabéns a todos!

O Mercador de Palavras

 Portugal e Japão encontram-se neste livro, do Plano Nacional de Leitura, que será apresentado na próxima 3ªf. na Biblioteca Escolar de Cacilhas-Tejo.

 Estamos convidados, não deixemos escapar a oportunidade.
Detalhes em http://becre-esct.blogspot.com/2010/06/o-mercador-de-palavras-de-orlando...

UM POSTAL VALE MIL PALAVRAS

O Plano Nacional de Leitura, com a colaboração dos CTT, lança o Concurso "Um postal vale mil palavras".
Todos os alunos são convidados a participar.
Para tal, deverão escolher um livro que tenham lido e de que tenham gostado. A esse propósito, escreverão um postal dirigido ao autor, ao ilustrador ou a uma das personagens. Terão que escrever sobre o que mais apreciaram na obra ou colocar questões ao destinatário escolhido, utilizando mensagens curtas e mostrando que um pequeno postal pode valer mil palavras.

Cada aluno poderá apresentar apenas um postal e cada escola poderá submeter no máximo 7 postais.
Os trabalhos dos concorrentes poderão ser enviados, até ao dia 17 de Junho, para biblioteca@esfmp.pt.
A Biblioteca Escolar remetê-los-á ao Plano Nacional de Leitura.