Biblioteca Escolar

Concurso "Ligados graças às Línguas"

No passado dia 26 de Setembro, comemorou-se o Dia Europeu das Línguas.
Para assinalar o evento, realizou-se na Escola Secundária Fernão Mendes Pinto uma actividade intitulada ”Ligados graças às Línguas”, promovida pelo Departamento de Línguas em colaboração com a Biblioteca Escolar.
Esta actividade desenvolveu-se a nível de turma, nas disciplinas de línguas e das áreas curriculares não disciplinares, no Ensino Básico.
O vencedor é o grupo da turma 6 do 8º ano constituído pelos alunos: Neuza Refólio, Cláudia Dias, Anastasiya Kucherenko e Jacilene Lopes.
A entrega dos prémios terá lugar na sala 38, no próximo dia 26 de Outubro, dedicado à Comemoração do Mês Internacional das Bibliotecas Escolares.
 
 

Surpresa da Academia Sueca

Herta Muller, escritora alemã de ascendência romena, venceu o PRÉMIO NOBEL DA LITERATURA. 
 
 
 

Alimento cinéfilo

Em plena FESTA DO CINEMA FRANCÊS, o Aqui há Ratos... delicia-se com a programação anunciada. Pequenos filmes de animação para os mais novos, que enternecem pais, avós, professores e educadores  e ajudam a reflectir sobre a tecnologia e a sociedade moderna, o amor e as contrariedades da vida, a ecologia, a guerra, a liberdade, a justiça, as fábulas e os animais...  
 
 
Mesmo aqui ao lado, na Fnac do Forum Almada. Espreita a programação paralela em  http://www.festadocinemafrances.com/

Identidade

Nasci nesta madrugada...
 
 Feio, esquálido, subnutrido, vi a luz do dia, ou melhor, da noite, numa biblioteca. Como a minha mãe estava cansada de um parto doloroso entre os links da blogosfera (fatigante tarefa!),  soergui a cabeça e logo comecei a vasculhar com que me alimentar, com que nutrir o meu corpo de recém-nascido e a minha alma sedenta de vida, de ficção, de conhecimento e aventura. E foi assim que publiquei algumas saídas para verdadeiro deleite da mente e do espírito, daqueles que nos fazem perder o apetite ou esquecer e adiar uma fome voraz. A minha fome passou a ser outra: a fome de livros.  
 
 
 
 
A minha fome - e desculpem um olhar tão especificamente egocêntrico, fazendo girar o olhar de todos sobre a minha natureza- é uma fome de livros, disse-o já. Livros digitais, mas também livros com cores e sabores, com texturas variadas. Livros eruditos e sábios, que só os mais argutos e experientes ousarão folhear, mas também livros acessíveis a todas as idades e personalidades. Livros recentes e livros que fizeram história e construíram muitas estórias no universo de milhares de cidadãos...
 
Livros com tacto, cheiro, prazer. Livros com suor e trabalho. Livros com resistência, que depois se tornam suporte inelutável de vida, de saberes e da construção do ser. 
 
A minha fome é voraz e preciso de outros leitores para partilharem as suas leituras, os seus autores, as suas bibliotecas preferidas...Aqui fica o desafio.
Agora vou almoçar. Tenho um livro à minha espera.