Serviço de Psicologia e Orientação

Há cerca de um mês que vivemos dias de mudança, seja a nível profissional, pessoal, escolar ou familiar. Esta nova rotina nem sempre é fácil de entender,
e como já devem ter reparado há muitas questões ainda por serem respondidas. Posso-vos garantir que estamos todos a trabalhar para que a informação vos chegue o mais clara e rápido possível.
Costuma-se dizer que o esforço é sempre recompensado; agora não é exceção. Certamente já falaram com os vossos professores sobre as avaliações. Como sabem, ou deveriam saber, as notas finais refletem todo o trabalho realizado, bem como o cumprimento de prazos, a assiduidade e a participação ativa nas aulas síncronas. Se olharmos para trás, neste aspeto não muda assim tanta coisa. Talvez um dos maiores desafios passa pela responsabilidade em ser mais autónomo e em organizar melhor o tempo. Entre trabalhos, é fundamental que também tirem momentos para ler, ouvir música, ver séries no Netflix ou vídeos no youtube; façam coisas que gostam, que vos façam felizes.
Até junho há um caminho que deve ser percorrido, da melhor forma possível. Chegar à meta também depende de vocês. Sabemos que há dias que são mais difíceis de conseguir gerir, que a motivação é pouca e o aborrecimento é muito. Estar em casa é bom, mas só quando é por vontade própria.
É natural sentirmo-nos assustados, porque não se fala de outra coisa, dizem-nos para estarmos informados, mas há tanta coisa a assimilar que às vezes isso prejudica mais do que ajuda.
Não estão sozinhos. Deixamos novamente a mensagem de que poderão entrar em contacto com o SPO. Assim como estávamos disponíveis na escola, também o estamos agora… só que em casa! Às vezes falar sobre o que estão a sentir pode-vos ajudar a ultrapassar esta fase com mais leveza.
 
As psicólogas,
Sílvia Relíquias
Leila Costa
spo@esfmp.pt

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
É tudo novo. Ninguém estava preparado para o que estamos a viver agora e temos de nos adaptar provisoriamente às circunstâncias. Enquanto integrantes da comunidade escolar, o bem estar dos nossos alunos, encarregados de educação, pais, professores e assistentes operacionais, sempre foi e será uma preocupação.
É neste sentido que o Serviço de Psicologia e Orientação da Escola Secundária Fernão Mendes Pinto, vem por este meio mostrar total disponibilidade para acompanhar e ajudar quem crê necessitar de apoio psicológico.
Em tempos de privação o equilíbrio é fundamental. Está a ser difícil para todos, cada um à sua maneira. É preciso estar atento aos sinais que o nosso corpo e a nossa mente nos vão transmitindo. 
Portanto, pedir ajuda deve ser encarado como ato de coragem...
Contacta o teu  Diretor de Turma para chegares até nós!
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
O Serviço de Psicologia e Orientação visa desenvolver as capacidades, os conhecimentos e as atitudes que permitam aos alunos tomar e concretizar decisões ao longo da sua vida. Neste sentido são de destacar as seguintes vertentes:

  • conhecimento de si
  • conhecimento das diferentes possibilidades escolares e profissionais existentes
  • aprendizagem do processo de decisão
  • aprendizagem da transição

Em termos individuais, visa-se ajudar os alunos a conceber e a pôr em prática os seus projectos pessoais (de estudos e profissionais), procurando-se que tenham em conta o desenvolvimento e aperfeiçoamento futuros e que tomem medidas com vista ao sucesso nas etapas escolares e profissionais seguintes. Para tal são realizadas actividades, individual ou colectivamente, recorrendo-se sempre que possível à colaboração dos Encarregados de Educação e Professores/Directores de Turma. É dada uma especial atenção aos alunos que têm dificuldades em tornar decisões, que se inclinam para escolhas inadequadas, que fizeram escolhas irreflectidas, que assumem com dificuldade problemas que perturbam ou impedem o seu desenvolvimento pessoal, social, educativo ou profissional. São utilizados o aconselhamento individual ou em pequeno grupo, as entrevistas com Pais/Encarregados de Educação e os encaminhamentos de alunos e ou famílias para diferentes especialistas ou instituições que se tornem necessários.Considerando a importância da divulgação de informação diversificada sobre as oportunidades de Educação e Formação que permita aos alunos de diferentes estratos sócio-económicos a realização de escolhas que lhes proporcionem sucesso, o SPO vem organizando anualmente, desde 1999, as "Jornadas de Orientação". Esta iniciativa tem contado com a adesão de Estabelecimentos de Ensino Superior (público, particular e cooperativo), Instituições Militares, Escolas Profissionais, Centros de Formação Profissional e Centro de Emprego de Almada. Procura-se ainda implicar e envolver os alunos noutras actividades de orientação e informação escolar e profissional tais corno visitas de estudo, investigação/pesquisa e incentivar a frequência de actividades de complemento curricular bem como apoiar e integrar actividades da iniciativa dos vários agentes educativos incluídas no Plano Anual de Actividades da Escola. No que se refere aos alunos em risco de abandono, com vista a uma conjugação de esforços no sentido de o evitar, têm sido estabelecidos contactos com Centros de Emprego e Centros de Formação Profissional (principalmente do Seixal) e com outras Instituições, tais corno o Centro Comunitário PIA II para a procura conjunta de soluções dos problemas destes jovens.