Chovia.

Chovia. Cântaros, cães e gatos, vacas. Chovia em todas as línguas e adágios possíveis. Chovia. Muito. Muitíssimo. Mas nada os impediu de estarem presentes.
É isto a resiliência e o compromisso. 

A Inês Costa, o Diogo Vasconcelos, a Débora Malheiro e o Pedro Pimenta (11º1), pingados até à medula dos impermeáveis, apareceram na Casa de São Paulo, para lerem poemas aos idosos, na "Festa da Poesia em Centro de Dia", antecipando o Dia Mundial da Poesia, que se celebra no dia 21 de março.
E assim lemos poemas, cantamos juntos, ouvimos  e contamos histórias. Rimos e emocionamo-nos. Jovens, adultos e idosos. E tiramos uma fotografia com a D. Arminda, centenária dentro de uns dias.  
O acolhimento e a jovialidade dos idosos foram, uma vez mais, gratificantes neste projeto do Plano Nacional de Leitura que desenvolvemos desde 2016 com alunos do ensino secundário.